/ Uma plataforma para intercâmbios transatlânticos culturais /

Cabo Verde

A história de Cabo Verde está intimamente ligada ao comércio transatlântico de escravos. Situado no eixo entre os três continentes, Cabo Verde está destinado a ser o local ideal para intercâmbios positivos o ponto central para a expansão da visão da criolização - presente no coração da identidade Caboverdiano e a manter a paz na região.

Cabo Verde e a música

O arquipélago e a sua música estão intrinsicamente ligados. Berço da morna, do funaná e do batuque, Cabo Verde construiu uma forte identidade musical que reflete a fgrande diversidade da região.

Atlantic Music Expo

O centro da cidade capital, Praia, é onde decorre o AME.
Facilitando elos de intercâmbio no coração do evento com conferências, encontros de network, uma feira profissional e showcases num ambiente perfeito e propício para o network entre profissionais internacionais da música, artistas de Cabo Verde e do mundo, para a expansão dos seus contatos e atividades e para a descoberta do país. O Atlantic Music Expo está agendado mesmo antes do Kriol Jazz Festival, pelo que poderá prolongar a sua estadia na Praia e disfrutar da imensa variedade de actuações e artistas de ambos os eventos.


 O AME é uma oportunidade para o desenvolvimento da música não apenas em Cabo Verde mas, em todo o continente. 

Mamou Daffé (Mali), Festival sur le Niger & Presidente do Arterial Network


Em quatro edições, o AME tornou-se um poderoso think tank abordando assuntos como a crioulização, o papel da cultura no desenvolvimento, defesa para o sector musical africano, reforço dos intercâmbios transatlânticos musicais e muito mais. A edição de 2016 recebeu na Praia cerca de 520 delegados satisfeitos provenientes de 37 países.

/ Nossas datas /

  • 30 de Outubro 2016
  • Deadline das candidaturas para os showcases internacionais e as conferências
  • 30 de Dezembro 2016
  • Deadline das candidaturas para os showcases dos artistas caboverdianos
  • 10-13 de Abril 2017
  • AME 2017
  • 13, 14 & 15 de Abril 2017
  • Kriol Jazz Festival



Welcome to Cabo Verde, o país da Música



Uma quinta edição com novos desafios

Cabo Verde nasceu no mundo como o coração do Atlântico, como a súmula de uma cultura de misturas, de tendências, de sons e ritmos, de novas geografias e ligações privilegiadas entre as heranças de um mundo passado e o futuro que queremos construir.

O povo cabo-verdiano tem sido ao longo dos tempos o exemplo de resiliência e de determinação na sua procura incessante de inserção no mundo através da sua cultura e em particular da sua música.

Neste sentido, o Atlantic Music Expo (AME) tem sido ao longo dos últimos anos uma importante porta de internacionalização de Cabo Verde e da sua cultura musical. Um mercado de fusão, de partilha e de internacionalização da Marca: “Cabo Verde, o país da Música.”

O novo Governo de Cabo Verde, através do Ministério da Cultura e das Indústrias Criativas, concebeu a edição 2017 no sentido de se reforçar a vertente empresarial do AME, focado nos negócios, no conhecimento, na partilha de networking e na descoberta de novos talentos da música cabo-verdiana e do mundo.

Como Ministro, quero dar as boas vindas a todos os músicos, produtores, artistas, intérpretes, compositores e apaixonados pela música de Cabo Verde e pela música do mundo. Pela Música amamos e através do AME partilhamos esse amor com o Mundo.

Welcome to Cabo Verde!

Abraão Vicente,
Ministro da Cultura e das Indústrias Criativas

ORGANIZAÇÕ


PARCEIROS

Edições anteriores

Iniciado pelo Ministro da Cultura, produzido pela Harmonia e e pelo WOMEX, o AME tornou-se nas suas quatro edições, um evento de referência para o network transatlântico, intercâmbios, visões e música, reunindo profissionais, artistas e outros de Cabo Verde, África, das Américas e muitos outros lugares.


 

A unida comunidade do AME cresce a cada edição e tem sido realizado graças a profissionais e artistas dedicados do mundo inteiro. A atmosfera animada permitiu a plataforma ideal para networks e onde músicos encontram conselhos sobre como promover as suas carreiras e sobre as oportunidades artisticas para se destacarem.


2016

A edição 2016 do AME foi a maior edição até agora, contando com 520 delegados provenientes de 37 países que estiveram na cidade capital, Praia.

Principais destaques
> Expansão da seleção de artistas para showcase, em 32 atuações de 15 países.
> Um vívido debate aprofundado sobre o movimento DIY e a relação entre música e paz.
> Apresentação do passaporte do AME


Viva o AME!

Carlos Seixas (Portugal), FMM Sines

Adoro o espírito desta conferência e apoio esta missão de levar adiante estes intercâmbios positivos pelo Atlântico e pela música.

Os diferentes formatos propostos pelo AME em termos de programação encaixaram-se muito bem nas solicitações globais dos programadores.

Luc Mayitoukou (Congo/Senegal), Zhu Culture

Senti-me verdadeiramente abençoado e honrado por tomar parte na conferência e em tantas competências. Aprendi muito com os meus colegas. Fui inspirada pelo performance de vários artistas e expandi o meu network de uma maneira significativa.

Paula Abreu (Brasil/EUA), SummerStage